sábado, 4 de fevereiro de 2017

A Garota lê: Cheio de Charme - Marian Keyes


Oizinho, garota!

Durante a minha viagem de férias, li muita coisa boa, mas o que mais me prendeu a atenção foi esse livro da minha autora amada, Marian Keyes. Muitas risadas, tensão e mistérios em "Cheio de Charme".

Título: Cheio de Charme
Titulo original: The charming man
Tradução: Maria Clara Mattos
Autora: Marian Keyes
Gênero: Romance irlandês/chic-lit
Editora: Bertrand Brasil
784 páginas

Sinopse:
Quatro mulheres diferentes. Um homem terrivelmente sedutor. E o segredo sombrio que conecta a todos. Esse é Cheio de Charme. A estilista Lola tem todos os motivos para chocar-se com a notícia do casamento: apesar de ser a namorada do cara, ela não é, definitivamente, a noiva. Já a jornalista Grace conheceu Paddy há muito tempo, mas por algum motivo não consegue esquecê-lo. Marnie, casada e com filhos, não tira da cabeça o político conquistador, seu amor adolescente. E Alicia, a noiva, fará de tudo para preservar seu reinado.

Retirado do Skoob 

Sobre a autora: 
Ler o primeiro post do Especial Marian Keyes.

Sobre "Cheio de Charme":
Li "Cheio de Charme" no Kindle, por isso este post está tão carente de imagens. É um senhor livro! São 784 páginas de fortes emoções, o costumeiro bom humor da autora e muito assunto polêmico.

O Senhor Cheio de Charme do livro é Paddy de Courcy, um político influente na Irlanda, e mulherengo incorrigível. Ele namora Lola, uma estilista de cabelo roxo (opa! Bordô!!!), mas a imprensa anuncia seu casamento com Alicia. Todo o frenesi que esse noivado provoca é coberto pela jornalista Grace que, como sua irmã Marnie, conhece muito bem o Sr. De Courcy.

Para mim, foi o livro mais genial de Marian Keyes. Com muita habilidade a autora vai tecendo a trama, desenredando seus personagens, revelando as facetas de suas personalidades e mostrando que todos estão interligados. Descobrimos como Lola conheceu Paddy e como ele fez para que ela ficasse vidrada em suas técnica de conquista (lê-se sexo desavergonhado!). Presenciamos a fixação maluca de Alicia por este homem de mil qualidades. Desconfiamos de todo desprezo de Grace pelo político. E, por fim, sofremos junto com Marnie, a perda, a rejeição e a doença.

Todas as mulheres da vida de Paddy testemunham durante os capítulos as suas desventuras amorosas. Mesmo as que parecem ter seguido em frente, têm uma ligação incrível com o garanhão. Cada hora uma delas é o foco no livro, mudando de capítulo a capítulo, deixando o leitor com água na boca, naquela vontade louca de saber o que está acontecendo de verdade. Mas a autora é má, vai desfiando as estórias com muita tranquilidade, mesclando passado e presente, dando dicas, instigando a curiosidade. Fato comprovado nos relatos soltos de violência doméstica contra uma das mulheres que a autora não revela quem é até quase as últimas páginas do livro, que esse livro causa dor. Esse mistério todo quase me deixa maluca. E, pela primeira vez na minha vida de detetive literária, errei feio na aposta de quem era a maior vítima.

Verdade que nem tudo que reluz é ouro, não é mesmo? O leitor vai conhecendo Paddy de Courcy e suas namoradas e percebendo que o "príncipe" do começo do livro é um belo dum sapão verruguento, mas nem de longe eu desconfiei que ele seria tão desprezível. Chorei as dores da Marnie, mas também a xinguei diversas vezes por ser uma molenga. Queria matar a Grace em seus momentos de fraqueza. Adorei a Lola e sua personalidade esfuziante, de um coração tão terno e grande que abrigou tanta gente linda e as nem tão lindas assim. E desprezei/odiei/e tive dó de Alicia e sua cegueira crônica no quesito homens. Visitei os bares de Knockavoy, tomei vinho com as "meninas" da Cabana do Tio Tom, conheci a redação de um jornal e o lado sujo da política irlandesa (tá pensando que só no Brasil tem corrupção?). Enfim, curti o livro do início ao fim.

"Cheio de Charme" é sobre relacionamentos abusivos, violência doméstica, estupro e alcoolismo. Mas também fala sobre amor, superação, tomar as rédeas da própria vida, trabalho honesto, amizade verdadeira e largar mão de preconceitos.

Esse livro foi chegando devagarinho e me conquistando. Está ali entre os meus preferidos da autora. Quer saber como está a colocação de cada livro que li da autora até agora?

  1. Férias
  2. Cheio de Charme
  3. Sushi
  4. Tem Alguém Aí?
  5. Um Bestseller pra Chamar de Meu
  6. Los Angeles
  7. Melancia
  8. A Estrela Mais Brilhante do Céu (logo logo vem resenha dele)

Agora preciso juntar um dinheirinho para garantir "Cheio de Charme" como livro físico na minha biblioteca. É muito amor!



Um beijo e um queijo;





Postar um comentário

Confira também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...