Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Onde mora o perigo - Pincéis de Maquiagem


Olhando assim para essas cerdas tão inocentes, ninguém imaginaria todo o perigo que um pincel de maquiagem pode conter. Mas graças a estória de Jo Gilchrist, o mundo (pelo menos o virtual) voltou a atenção a esses instrumentos de beleza nas últimas semanas.


Jo Gilchrist, uma australiana vaidosa, se viu em seu próprio conto de terror depois de utilizar o pincel de uma amiga para cobrir uma espinha em suas costas. Alguns dias depois, Jo começou a sentir fortes dores nas costas, que evoluíram para uma dormência nos membros inferiores. Ela quase ficou paraplégica devido à infecção por estafilococos, uma bactéria que habita principalmente na pele e mucosas de mamíferos e aves. Acontece que a amiga que lhe emprestou o pincel tinha uma infecção no rosto que foi passada à Jo. A  bactéria atingiu tecidos subcutâneos e a musculatura causando algo tão sério que, se tiver sorte e depois de muita fisioterapia, Jo poderá voltar a andar por uma ou duas horas por dia. 

*Fonte: Vila Mulher. Ler a matéria completa clicando AQUI!


A experiência da australiana é excelente para nos alertar sobre a necessidade dos hábitos de limpeza e higienização dos objetos que utilizamos para a aplicação de maquiagem. Pincéis, esponjas, curvex, hastes flexíveis e afins devem ser limpos com frequência e não compartilhados. Essas ferramentas oferecem perfeitas condições para a proliferação de bactérias, germes e fungos. Basta uma pessoa com baixa imunidade ter acesso à esses "monstrinhos" para que o terror se instale. Pode ser algo leve como uma alergia ou irritação, mas as portas também estão abertas para conjuntivites, infecções e outras doenças.

Mesmo que seu equipamento só seja usado por você mesma, precisa ser lavado com sabão e muita água assim que a maquiagem se acumule. Os pincéis e esponjas de base e produtos cremosos devem ser lavados pelo menos uma vez por semana. Os que recebem apenas produtos em pó, podem ser ser lavados a cada 15 dias. Pelo menos é isso que dizem os dermatologistas. De minha parte, sempre higienizo meus pincéis depois do uso, com produtos específicos (higienizadores) e lavo toda semana, deixo secar por uns três dias e guardo em um local fresco onde bate luz pela manhã. Tudo para não facilitar a ação de "seres intrusos". 

Se for contratar um(a) maquiador(a), certifique-se que os instrumentos do profissional estejam limpos antes de serem usados em sua pele. Um bom profissional sempre chega com tudo limpo, além de sempre carregar lenços de papel e higienizadores para manter tudo ok. É seu direito e dever exigir saúde, bem estar e higiene de todos os profissionais de beleza.

Não vale dar mole quando o assunto é saúde, né? Se cuida!


Super beijo;





quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Eu visto 44 e sou feliz assim!!!


Eu visto 44 e me acho gostosa. G-O-S-T-O-S-A!!! Você pode se chocar com a palavra, mas pense bem... quantas mulheres você conhece que se autodenominam assim? Seja porque a mídia prega que mulher bonita é esquelética de magra ou porque os fashionistas preferem os cabides de roupa; vai ver que a sua mãe sempre pegou no seu pé para se manter no "peso ideal" ou seu sonho é desfilar como as as atrizes e celebridades... não importa. Você foi levada a pensar que pessoas magras são bonitas. Gordinhas são feias, infelizes, insatisfeitas, porcas, vacas e mais um monte de idiotices repetidas zilhões de vezes como vocabulário de papagaio. 

Eu visto 44 e sou muito mais bonita agora do que quando pesava 57 e vestia 38. Uma cara esquálida, um sorriso sem covinhas, perninhas de sabiá e nada sobrando pra pegar. Era assim que eu me sentia. Normal, seca, nada interessante. As roupas ficavam bonitas e só. Bem, nem todas as roupas, né? Digam o que quiser, minhas calças jeans revelam o que sempre suspeitei: ficam muito melhores com bumbum para preenchê-las.

Uma morena de parar o trânsito. A mulherada pode até reclamar e achar mil defeitos no meu corpo cheio de curvas, mas os homens gostam. Não que qualquer um além do meu marido importe... À propósito, ele ama. 

Posso parecer muito metida, com amor próprio exacerbado e há quem diga que tudo não passa de recalque porque não consigo emagrecer, mas vai por mim, apenas aprendi a me amar assim, exatamente como eu sou. Me matar de fome em dietas amalucadas, só comer salada quando sair com os amigos, ficar contando calorias e enchendo o saco dos seguidores no Facebook com as fotos na academia, ingerir shakes, whey, inibidores de apetite, abrir mão de bolo, pão e brigadeiro... simplesmente não é para mim. Faço academia sim, malho, vou à aulas de aeróbica, mas tudo por saúde, mais fôlego, disposição e mais firmeza nas abundantes carnes com que Papai do céu me dotou.

Essa vida de tudo light, low carb, calorias calculadas, tudo isso não me atrai. Porque eu gosto de sair com amigos e familiares e comer de tudo, beber caipirinhas (com açúcar, please?!) e chop, provar aperitivos, beliscar, me entupir de chocolate na TPM, não "frescar" se alguém me convida para ir ao Outback (friturinhaaaas!) ou à um churrasco. A vida é para ser vivida e aproveitada. Se exageros, claro, nem para um lado nem para o outro. Nem fome zero e exercícios até a exaustão... nem descontar todos os problemas na comida. A ordem do dia, do mês, da vida é EQUILÍBRIO!

Esse post veio do meu desespero em ler blogs, revistas, sites e perfis nas redes sociais sobre fitness, corpo ideal, anorexia, bulimia, barriga negativa e tantas outras loucuras. As pessoas perderam os limites, exageram nas suas buscas por felicidade e perfeição, aceitam e propagam absurdos sobre magreza, saúde e musculação. Relaxa gente... nem só de academia e regime vive o homem (e a mulher, claro!), mas de experiências saudáveis, divertidas, amizade, férias, mente e corpo sãos... e uns quilinhos a mais não são o fim do mundo. Concorda?


****************************************
Gata-garota, peço desculpas pelo sumiço e pela falta de posts. Estou tendo dificuldades em me focar no blog no momento. Entre um crescimento considerável das minhas atividades no trabalho, uma parada forçada para fugir viajar com o marido num fim de semana louco desses (já fui e já voltei) e uma pilha de livros (físicos e virtuais) suuuuper interessantes que andei devorando, acabei me enrolando mais. O que importa é que tô de volta e a chapa vai esquentar. *rsrs*


Beeeijo grande!






terça-feira, 1 de outubro de 2013

Outubro Rosa e a luta contra o câncer de mama

Imagem retirada do site Wikipédia

Olá, garota! 

Tenho a sensação de que o tempo está passando muito rápido e os meses estão voando (exceto agosto nojento que nunca acabava!). Não é que já estamos em outubro??? E outubro é um mês muito especial, é o mês de conscientização e combate ao câncer de mama. Por acaso você conhece o "Outubro Rosa"?

"O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. 
   A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade.
   Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc..
   A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.
   A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo."
Fonte: Outubro Rosa


É claro que o Brasil não fica de fora desse movimento tão importante. Várias capitais e municípios fazem a sua participação colorindo seus principais monumentos. Brasília, que é uma cidade tombada como patrimônio cultural da humanidade, contribui iluminando de cor-de-rosa os seus principais pontos turísticos.

Congresso Nacional - Imagem retirada do site de Sandra Martins

Catedral Metropolitana - Imagem retirada do site da Folha de S. Paulo

Sede do Supremo Tribunal Federal (Praça dos Três Poderes) - Imagem retirada do site Terra


Ainda segundo o site Outubro Rosa...

"O objetivo é divulgar, de modo simples e verdadeiro, todas as contribuições de vários segmentos da sociedade em relação a esta ação mundial, que embeleza com seu tom rosa, nas mais diversas nuances, monumentos e locais históricos, no sentido de nos mostrar, de modo belo e feminino, a importância da luta contra o câncer que mais mata mulheres em todo o mundo.
O importante é, na realidade, focar este sério assunto nos 12 meses do ano, já que a doença é implacável e se faz presente não só no mês de outubro. No entanto, este mês é representativo para a causa, tornando-se especial e destacado dos demais. 
Ninguém é dono desta iniciativa. Simplesmente desejamos contar a história como ela é, respeitando aqueles que, muitas vezes de modo anônimo, prestaram a sua homenagem e manifestaram seu acolhimento à causa."


E você, já fez seu autoexame? A Helô já escreveu sobre isso AQUI e até postou imagens e esquemas para ajudar as leitoras. É importante lembrar que o autoexame não exclui as visitas regulares ao ginecologista e os exames tradicionais em clínicas e hospitais especializados. Cuide-se!!!


Beijos cor-de-rosa;





sábado, 13 de julho de 2013

Onde mora o perigo: Validade dos cosméticos e maquiagens


Hi, girl!

Hoje de manhã eu dei uma faxina caprichada no armário onde guardo as minhas maquiagens e vi quanta coisa encostada porque me deu coceira ou lacrimação. Algumas maquiagens, como os lápis, dava pra ver na embalagem que estavam vencidas. Outras eu precisei lembrar quando comprei e tive o susto de constatar que guardava paletas e pós com mais de 3 anos. Fiquei chocada, é claro. Eu, que sou tão chata com produtos de procedência duvidosa, armazenamento e manutenção das maquiagens, estava dando um mole danado para infecções, bactérias, germes e sei lá mais o quê, me pegarem.


Deu dó de ver minhas amadas paletinhas da Sleek, tão pouco usadas, irem parar no lixo. Sem falar no duo da Yves Saint Laurent, que se usei umas 5 vezes foi muito. É bom pra mim que tenha acontecido esse tipo de coisa. Só assim eu me toco de que não sou mesmo uma pessoa de paletas porque não aproveito todas as cores que elas oferecem e vejo com dor o desperdício imenso de dinheiro.

E que esse meu alerta sirva para você, para que fique de olho no que está usando. É muito comum as pessoas continuarem a usar cosméticos e maquiagens com a validade vencida, seja por descuido ou por descaso com a saúde mesmo. Alergias, irritações, infecções, cegueira, entre outros males, chegam até nós através de produtos mal conservados ou vencidos e é tão fácil evitar tudo isso. Vejo algumas amigas (e eu começarei a fazer também) colocarem etiquetas adesivas nas embalagens com a data em que abriram o produto. Sim, porque data de validade de cosméticos começa a contar à partir do dia em que eles são abertos pela primeira vez. Outras blogueiras escrevem nas embalagens com canetas de marcar CD (aquelas que a tinta não sai fácil). Todas essas medidas são muito eficientes.

E agora eu te convido a fazer uma verificação séria no seu armário, gavetas, guarda-roupas, penteadeira... Veja tudo o que você tem e verifique as embalagens em busca do vencimento dos cosméticos e makes. Jogue fora tudo o que já venceu. Você não precisa de problemas de pele e nos olhos. Os produtos que não têm esse tipo de especificação, você pode analisar de acordo com a tabela abaixo e ver se ainda podem ser usados. Essa tabela foi criada por especialistas e contém o tempo médio de utilidade de maquiagens, cremes e outras coisinhas mais.


Você pode salvar essa imagem em seu computador, imprimi-la, guardá-la e ter sempre por perto para o caso de dúvidas.

Cuide-se bem!


Beijo caprichado;





sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Câncer de Mama e Outubro Rosa


Olá garota! Hoje vim falar de um assunto muito sério: o câncer de mama.

O câncer de mama pode atingir tanto homens quanto mulheres, entretanto, é mais comum em mulheres. Este tipo de câncer representa, nos países ocidentais, uma das causas principais de morte em mulheres. É o segundo tipo mais freqüente de câncer no mundo e o mais comum entre as mulheres, representando cerca de 22% dos novos casos de câncer.
(Fonte: Cria Saúde)

Trata-se de uma doença agressiva e por isso mesmo o diagnóstico precoce é a melhor maneira de diminuir a mortalidade das pessoas acometidas. Observe a imagem e perceba os sinais mais comuns:


A luta contra esse mal que afeta tantas mulheres no mundo é um problema e, por isso mesmo, o mundo inteiro se vestiu de rosa desde a década de 90 quando começou o Outubro Rosa, que se refere ao laço cor-de-rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama.

Todos os anos são feitas várias ações para sensibilizar as mulheres quanto a prevenção e o diagnóstico precoce da doença. Entre elas estão: corridas, desfiles de moda e a que chama mais atenção é a iluminação de prédios e monumentos com a cor rosa. O movimento começou nos EUA e se espalhou pelo mundo e é um maneira elegante e charmosa de alertar as mulheres.

Como prevenir e diagnosticar cedo são ainda as ações mais eficazes contra o câncer de mama, procure um ginecologista regularmente e faça todos os meses após a menstruação o auto-exame, para isso siga os passos abaixo:



Saber sobre moda, maquiagem e esmaltes é muito legal e melhor ainda quando estamos com a saúde em dia.



Beijocas e até a próxima.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Varizes: Problema além da estética...

Imagem retirada do site Lazer Beleza

Olá, gata garota de my heart!!! VOLTEI!! Tô viva, juro.... kkkkk

Minha linda, hoje venho partilhar de um probleminha chato que tenho passado: tratamento de varizes... É, tenso...

Imagem retirada do site Boa Vida
As varizes tem várias origens. As mais comuns são: sedentarismo, gravidez, traumas físicos, hereditariedade (que é o meu caso). Eu tento evitar há muitos anos não mostrar as minhas pernas, e olha que são até bonitinhas... Mas sempre tive vergonha devido às benditas varizes. Acho que não uso uma saia curta desde os 18 anos. Hoje tenho 34 (nem parece, eu sei... rs), gravidez, escadas, enfim, tenho que tratar. Meu caso está um pouco sério, pois as safenas estão comprometidas (Safena é a veia superficial grossa da perna e da coxa), além de alguns vasinhos dilatados.

Imagem retirada do site Venno

Normalmente os angiologistas (especialistas no assunto de varizes) tratam com aplicações de medicamento esclerosante por meio de injeções, ou seja, a grosso modo, secam os vasos dilatados. Em casos mais avançados é necessária a microcirurgia. Meu caso terá que fazer cirurgia e aplicações, pense...

Não fiz pesquisa sobre o assunto, estou falando das minhas experiências e expectativa do tratamento, estou bem confiante, mas apreensiva. Cirurgia é cirurgia... rsrs

Dica pra quem tem algum vasinho: procure um angiologista! Ele vai te dar as coordenadas para um com tratamento. Mas de antemão alerto que o sedentarismo tem sido um agravante... Movimente-se, tenha uma boa alimentação!

Mais informações sobre o assunto no site do Doutor Drauzio Varella (É Fantástico! Huuu!!!).

Então é isso, amoreco, fica aqui meu desabafo e esclarecimento. Torçam por mim, depois da cirurgia conto tudinho!!!!


Beijos bejinhos e beijocas!!!

Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


quinta-feira, 12 de abril de 2012

Onde mora o perigo - Paletas chinesas

Ok. Antes de começar a ler esse post, respire fundo, conte até dez e lembre-se: eu tenho o direito de pensar e de expressar os meus pensamentos! Você pode não concordar com a minha opinião, mas pode e deve respeitá-la. Digo isso... aliás, escrevo... porque já tentei abordar o assunto das paletas de trocentas cores de sombras aqui no blog e foi uma bagunça. Algumas meninas decidiram ser ferrenhas defensoras das marcas chinesas e quase me crucifixaram. Dessa vez, quero lembrar que esse é um blog pessoal, que as opiniões do post são minhas e que exijo respeito e educação em minhas relações físicas e virtuais. Ok? Tudo certo. Vamos começar!


Pra início de conversa, eu preciso admitir: NÃO GOSTO DE PALETAS DE CENTO E LÁ VAI CACETADA CORES! E não gosto por vários motivos.
  1. Das várias cores, poucas realmente combinam com a minha pele;
  2. Não sou maquiadora profissional (ainda... mas serei!), então não usaria todas as sombras antes da validade se extinguir;
  3. Não confio na procedência das paletas.

Depois de uma conversa com a dona de uma loja de maquiagens, e depois de ler alguns posts sobre as benditas paletas, formei seriamente a minha opinião sobre isso.

Não sou ingênua, sei que todas (ok, quase todas) as maquiagens são feitas na China. O país é uma grande indústria e produz para marcas do mundo todo. Pense numa marca famosa e que vende no mundo todo. Sim, os produtos dela provavelmente são feitos na China. Isso porque lá a mão de obra é mais barata, o controle de qualidade do meio ambiente é negligenciado, os impostos são menores e a indústria realmente leva vantagem frente aos outros países. Então tá. E porque a minha implicância com a maquiagem que vem da China? Não é bem pela maquiagem que vem da China o meu desagrado. O problema são as makes que chegam aqui sem nenhuma vigilância, certificação, teste ou selo de qualidade.

Muita gente reclama do governo, sobretudo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mas não sabe realmente como ela funciona. Já vi muito post em blog de maquiagem dizendo que a Anvisa barra os produtos importados apenas porque eles não pagam impostos. Bem, até é verdade, mas tem muito mais por trás disso. Para conseguir o aval da Anvisa e poder distribuir produtos no Brasil, a empresa tem de provar com documentos e exames que sua mercadoria é boa, não nociva. A empresa precisa comprovar que sua matéria prima é de boa procedência, que não causará envenenamento, alergias, etc. Mais que isso, a empresa também precisa comprovar que está com os documentos em dia em seu país, que não é empresa de fundo de quintal, essas coisas. É sempre assim? Não! Todas as empresas que vendem aqui são 100% legais? Não também. Mas pelo menos a Anvisa tenta.

Num país corrupto e cheio de histórias macabras como o Brasil, a gente até desconfia que tudo isso é desculpa para recolher impostos altíssimos e ganhar em cima dos estrangeiros. É, tem seu fundo de verdade, mas não para por aí. No Brasil, temos o SUS (Sistema Único de Saúde), que pode até ser péssimo hoje em dia, mas é de graça, o que não ocorre em muitos países desenvolvidos. Você acha mesmo que é do interesse do governo que a população use produtos que entraram no país sem pagar impostos e que farão mal à população, que terá complicações na saúde e terá de recorrer aos hospitais que são pagos com dinheiro dos impostos? Ooooi?! Claro que não! Hospital, médico, enfermeiro, remédios, cirurgias, alimentação... tudo isso é muito caro! Sendo assim, é melhor controlar o que entra no país, do que controlar as pessoas que adoecem no país por causa do que entrou.

Continuando, Dona Fulaninha comprou uma paleta de 120 cores Modelo Y e tá toda feliz da vida. A paleta foi barata, o frete também, depois de uns 20 dias ela chegou em casa e é só alegria. Será? Bem, se a Dona Fulaninha for uma pessoa de saúde de ouro e pele resistente, não terá nenhum problema. Mas se Dona Fulaninha tiver uma irritação, uma alergia a algum componente da paleta, o que ela faz? Senta e chora, minha amiga! Para quem ela vai reclamar? Qual o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) vai atendê-la? Quem se responsabilizará? Sinto muito, mas a resposta é: SE FERROU!

Puxe pela memória e se recorde do caso das próteses de silicone de uma empresa francesa que há alguns meses começaram a dar problemas. O governo viu o problema, alertou os médicos, proibiu a venda das próteses no país, recolheu as que já estavam no mercado e avisou a população sobre o problema. Inclusive, anunciou que faria a cirurgia para troca de próteses no SUS para as mulheres que haviam usado as tais próteses. Tudo isso aconteceu porque o governo tinha o controle do problema, do tamanho do dano, estimativa das mulheres que usaram as próteses, documentos, dados, etc. Agora, se o governo não tem controle sobre a tal paleta da Dona Fulaninha, quando der problema... Lascou!!!


Uma alergia séria pode levar à cegueira, bolhas na pele, feridas sérias com pus, queloides e muitos outros problemas. E esses não são o tipo de coisa divertida que desejo para mim.

Já fiz sorteios aqui no blog onde o prêmio era uma paleta chinesa. Me envergonho disso e peço desculpas por quem levou as paletas para casa. Espero que não tenha feito nenhum mal. Antes eu não pensava sobre isso e não via a minha responsabilidade no assunto. Agora eu tenho mais percepção da minha influência sobre as leitoras e definitivamente não vou mais estimular a compra ou uso de produtos sem certificação no país. Na boa, hoje em dia eu prefiro pagar mais caro em uma maquiagem "de marca" do que me arriscar (ou às minhas leitoras). Se bem que nem isso mais é preciso. Graças a Deus, atualmente temos marcas nacionais e importadas de muita qualidade e segurança, antialérgicas ou não, com testes em animais ou não (beijos, Docinho!), que prezam pela saúde do consumidor e que têm preços bem em conta.

Mas se você, leitora, acha que tudo o que eu escrevi é besteira... Bem, está por sua conta e risco. Eu desejo, do fundo do meu coração, que não venha a ter problemas, que sua saúde seja de ferro!




Beijinhos;


*Ps. Esse post pode ter uma continuação! Dê a sua opinião, conte a sua história pelo e-mail gilizarda@vaigarota.com e me ajude com o próximo post sobre o assunto.





segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Conheça a Acupuntura Auricular

Olá, garota! Depois de um tempo sem aparecer aqui estou trazendo mais um post para que você fique antenada nas novidades da área da saúde.



Hoje vou falar um pouquinho sobre Aurículoterapia ou Acupuntura Auricular. Mas você me pergunta: Mary, o que é isso? É uma técnica milenar chinesa que consegue combater vários desequilíbrios orgânicos do nosso corpo. Seu objetivo é fazer o corpo trabalhar melhor, ou seja, mais saudável, através da estimulação de pontos energéticos que ficam localizados no pavilhão auricular (área da orelha). A orelha apresenta pontos específicos que correspondem aos órgãos do corpo humano.

A aurículoterapia é indicada para todos os tipos de tratamentos. Essa técnica é usada para tratar diversas disfunções, como por exemplo: distúbios do sono, ansiedade, auterações menstruais, dor, depressão, alergias, cefaléia, hipertensão arterial, obesidade, entre outros. O tratamento não visa cuidar do órgão e o local comprometido, mas ele age sobre todo sistema, regula e normaliza as funções orgânicas como um todo. Sua forma de atuação é estimular o mecanismo de compensação e equilíbrio do nosso organismo.


Contra indicações:
  • Gestantes e pessoas com inflamação ou infecção na orelha.




Existem várias formas de estímulo ao pavilhão auricular, que podem ser escolhidas de acordo com a experiência do terapeuta ou de acordo com a resposta terapêutica do paciente:

  1. Agulha sistêmica - Normalmente usada no corpo, pode ser também utilizada em aurículo. Seu único inconveniente é que o paciente deverá permanecer deitado e com as agulhas na orelha por um período de 20 a 30 minutos, e a cada 5 minutos deve-se estimular e aprofundar a agulha, causando um certo desconforto.

  1. Agulhas de uso semipermanente - Com aparência de uma pequena tachinha e uma ponta que ultrapassa 1,3 milímetro, após sua aplicação deve-se cobri-la com um pequeno pedaço de fita microporo, para evitar que caia. O paciente deve permanecer com as agulhas pelo prazo máximo de sete dias e cuidar para que não haja contaminação.
 

  1. Ponto esfera - Constituído por uma pequena esfera de metal, este ponto deve ser aplicado da mesma forma que a agulha semipermanente, e os resultados obtidos sãos os mesmos. A diferença é que o ponto esfera pressiona, em vez de furar, e normalmente se usa em crianças com idade até 12 anos e em adultos com orelhas sensíveis.




  1. Ponto semente - É uma pequena semente de mostarda, usada da mesma forma que o ponto esfera, com a diferença de que este ponto deve permanecer na orelha por um prazo máximo de quatro dias. Por se tratar de material orgânico, ele pode se decompor e causar algum tipo de contaminação, e, em conseqüência, provocar inflamação na região.


5.   Estímulos elétricos
6.   Laser


Enfim, a aurículoterapia  é tudo de bom!
Busque um profissional habilitado e conheça essa técnica super eficiente. Vale ressaltar que você começa a perceber os benefícios desde a primeira aplicação.


Fonte de pesquisa:

Imagens:



Beijos;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...