Mostrando postagens com marcador Hobbies. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Hobbies. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Apresentando as minhas Blythes: Gisela e Piggy


Oláááááá, garota!

Fugindo completamente dos assuntos que geralmente eu abordo aqui no VG, resolvi mostrar as minhas meninas, minhas dolls Gisela e Piggy. Você por acaso já ouviu falar da boneca Blythe (pronuncia-se "Blaite")?
"Foi criada em 1972 pelo designer Allison Katzman e comercializada nos E.U.A. pela Toy Company Kenner. Devido à falta de interesse e o fato da boneca assustar as crianças, ela saiu de linha após 1 ano do seu lançamento. 
Característica marcante: Cabeça e Olhos grandes, que mudam de cor e posição ao puxar de uma corda amarrada atras de sua cabeça.
Em 1997, a jornalista Gina Garan ganhou uma boneca Blythe de presente e passou a fotografá-la em vários pontos turísticos, dando assim inspiração para seu livro 'This is Blythe'."
Texto retirado do blog Estudio Bianchini


Não vou encher o post com uma aula de história da Blythe, mas é necessário dizer que ela é considerada uma "fashion doll" e que é fabricada até hoje pela empresa japonesa Takara. Foi rechaçada pelo público infantil, mas é amada por muita mulher madura por aí. A bonequinha é colecionada por marmanjos (sim, homens também) de todo o mundo e chega a custar muitos milhares de dólares, dependendo de sua edição e da raridade da mesma no mercado.

Agora vou falar das minhas meninas. ^^

Elas chegaram assim: nuas e assustadas!
A primeira vez que vi uma foto de uma boneca Blythe, como a maioria das pessoas, achei super estranha. E feia! Sim, esses olhos grandes e essa cabeçona desproporcional ao corpo me deram arrepios. Pudera... olha como vem a boneca original:

Imagem retirada do http://acuppaandacatchup.com/
Essa carinha cheia de brilho e esses traços não me conquistaram à primeira vista. Mas aí eu comecei a me apaixonar pelas Pullips (que são fashion dolls de outro fabricante), como a Betty, da amiga-blogueira Janaína Valadares. E continuei lendo blogs e vendo imagens de dolls no Pinterest. No meio das pesquisas e antes de me decidir por comprar um Pullip para chamar de minha, conheci o grupo Adoção Doll Brasil no Facebook (grupo fechado) e vários artesãos que trabalham com customização de bonecas. Esses artistas pegam essas bonecas com traços tão suaves e não só lhes dão um novo rosto, mas uma nova personalidade.

A parte de trás da cabeça e a identificação das customizações da artesã

Nesse grupo, conheci o trabalho da Simone Albergaria (beijos, sua linda!) e comecei a acompanhar as criações dela. Um dia, na maior cara de pau, perguntei à Simone sobre uma Blythe ruivinha que tinha me chamado atenção. Ela me mostrou (inbox) a boneca com a qual estava trabalhando e disse que ela até parecia comigo. O que ela mostrou foi uma foto dessa morena cacheada linda.


Como eu podia resistir à essas pálpebras com coraçõezinhos e esses cachos brilhantes??? Adotei a menina e coloquei o nome de Gisela, por causa da semelhança. Explicando... "adotar" é o termo que a comunidade bonequeira usa para dizer que comprou ou trocou alguma nova boneca.

O nome da Piggy é bem óbvio, né? rs

Depois eu vi essa molequinha sorridente dos cabelos cor de rosa. Ela já estava liberada para adoção há algum tempo e eu me encantei pelo sorriso sapeca. Pronto! Entrei em contato com a dona das bonecas, a Nick (a Simone só tinha customizado as bonecas para a Nick vender) e falei que queria as duas.


Ah sim... as minhas Blythes não são originais Takara, são TBL's, ou seja: fakes. Ainda não tenho condições para uma original, mas um dia eu chego lá. Estou feliz com as minhas fofuxas mesmo assim. Passo horas vestindo e fotografando sem parar.


Por causa delas eu voltei a "crochetar" e criar vestidinhos, blusinhas, saias, acessórios e outras coisitas. Mas o vício é tão grande que até já me arrisquei a comprar e trocar roupas e sapatos pela internet. 


O grande barato de se ter uma Blythe é fazer poses, criar looks e cenários. É aí que está a diversão! Muito mais legal do que apenas colecionar.


E agora você conhece mais um dos meus vícios. E vai entender melhor a enxurrada de fotos de brinquedos no meu perfil do Instagram (sigam-me os bons!!!).

Saiba mais sobre a boneca Blythe:
Grupo Adoção Doll Brasil (necessário ser add pela moderadora)


Agora vou indo brincar de boneca cuidar da vida. Fiquem com Deus.


Mil beijos;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Qual o seu hobby? - Por Helô Bomfim


Olá garota!

Hoje é quarta-feira e eu não vim fazer um esmaltando, adianto. Vim mostrar uma coisa que gosto muito de fazer. Em junho a Gi escreveu aqui sobre os benefícios do crochê na vida dela, que acalma e ajuda a pensar nas coisas (leia mais). Eu sou um pouco mais agitada que ela e o que me ajuda a relaxar e pensar melhor é a dança.

Sou completamente apaixonada por dança. Já fiz dança do ventre, street dance, dancei batidão sertanejo e sou forrozeira com muito orgulho. Mas a dança que entrou na minha vida meio que sem querer e parece que nunca mais vai sair é o Zouk.




Aí você me pergunta: o que é zouk Helô? Bem, o zouk é um gênero musical originário das Antilhas (Guadalupe e Martinica). Aqui no Brasil, esse gênero musical é utilizado para uma espécie de dança oriunda da lambada, só que com passos mais bem trabalhados porque a lambada era muito rápida e isso dificultava maior elaboração dos passos. (Fonte Wikipédia).

Comecei a fazer aulas de zouk em 2008 porque fazia parte dos rítmos calientes, junto com a Salsa e eu queria muito dançar Salsa. Mas durante as aulas comecei a achar o zouk muito mais legal e depois de seis meses fazendo Salsa e zouk, resolvi deixar a Salsa de lado. Fui pra uma outra academia de dança, para uma turma só de zouk e estou nela até hoje, com o professor Clemilson Rodrigues, que dança muito mesmo! Já participei de duas coreografias e há poucos dias filmei minha dança para mostrar aqui no Vai Garota! No vídeo eu estou dançando com meu amigo Antônio, que conheci nas primeiras aulas.

A dança me proporciona momentos maravilhosos e por meio dela conheci pessoas muito especiais que viraram amigos de verdade e não só de festa. Vou deixar um beijo aqui para Klésia, Antônio, Andressa e a Thayssa, vocês são show!

Termino aqui porque já escrevi demais. Se quiser ver mais vídeos de dança, é só olhar no meu canal no You Tube: Heloísahb.

Espero que tenha gostado!


Beijos e até sexta!



Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...