Mostrando postagens com marcador Casamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Casamento. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Confissões de uma ex-noiva - Parte final


Sim, minha querida leitora, tudo chega ao fim. Não o casamento, é claro, mas os posts sobre eles. Durante um ano eu contei a minha saga rumo ao altar e muita gente sorriu e chorou lendo minhas vitórias e derrotas organizando um casamento com orçamento baixo, mas com muito amor. Como já havia comentado, o último post da série seria respondendo as perguntas das leitoras, blogueiras e vários amigos. Vamos lá?


1. Você se arrependeu de alguma coisa? Faria algo diferente?
Não. Não me arrependi de absolutamente nada!!! É raro uma ex-noiva dizer isso porque é na hora do casamento que dá para ver o que faltou, o que poderia ter sido feito a mais ou a menos. Tem noiva que perde dinheiro porque faltam convidados, outras gostariam de ter contratado mais serviços. Eu fiquei imensamente feliz como tudo aconteceu e não mudaria uma vírgula. A única coisa que me deixou triste, mas que não chegou a ser um arrependimento, foi não ter filmado apenas a parte da leitura da carta. A cara do noivo estava impagável de surpresa e, apesar de nunca esquecer aquele momento, não poderei mostrar aos meus filhos e netos.


2. Como você se organizou?
O maníaco da planilha - meu excelentíssimo marido - mantinha o controle de tudo o que era pago, como datas, tipo de pagamento e etc. Eu comprei um caderninho para as mil listas do "o que fazer", "onde procurar", "o que comprar", "o que confirmar" e ia riscando os itens finalizados. Minha agenda 2012 também ficou bastante riscada com esse tipo de coisa.

Como marido e eu trabalhamos em horários diferentes, só saíamos para resolver as coisas do casamento aos sábados. Nas sextas-feiras a gente sentava no carro e fazia a lista do que precisávamos resolver no dia seguinte e o que precisávamos pagar. Todo sábado acordávamos cedo e passávamos o dia rodando pela cidade. As noites de sábado e os domingos eram dedicados à convites, enfeites, lembrancinhas... ou seja, tudo o que foi feito à mão.

3. Quais são os principais gastos do casamento? (A mais pedida!)
Bem... meu casamento não teve super festa ou jantar. Foi relativamente simples, apesar de termos convidado cerca de 400 pessoas. Acho que meu casamento, nesse ponto, não vai ser de muita ajuda para as noivinhas vindouras, mas posso contar no que gastamos mais.

Os contratos mais caros que tivemos foi com buffet, ornamentação da igreja, dia da noiva e fotografia. Mas estou falando de contratos altos que incluíam muitas coisas no pacote e que nós pagamos sozinhos. Teve muita coisa cara que a gente ganhou. O meu vestido custou 1.800 realidades e foi feito para mim inteeeiro de renda e forro de cetim, mas a mamis que pagou. O aluguel das mesas e garçons foram presente do meu sogro. A decoração foi dividida: alugamos a mesa principal e fizemos os detalhes. Na verdade, eu acho que o que fica mais caro são as pequenas coisas, que juntas, se tornam uma fortuna. Estou me referindo à cola, fita, linha, papel, tecido, corda, barbante, flores, vasos... Devo ter deixado muita grana no Taguacenter (quem é das quebradas conhece bem esse paraíso das festas).

4. O que devemos procurar primeiro?
Eu diria que o local da recepção deve ser a primeira coisa a ser fechada, visto que os salões de festa tem uma agenda apertada. Muita noiva não consegue fazer a festa onde sempre sonhou porque o local tem fila de espera de anos e anos. Eu não fechei o salão primeiro, mas isso foi porque utilizamos o próprio salão da igreja onde casamos, a paróquia São Judas Tadeu em Taguatinga Norte.

Parece ser mais certo que a primeira decisão a tomar é que tipo de casamento você quer. Isso deve ser decidido entre homem e mulher para não dar briga depois. Decidido o que o casal quer fazer, como quer casar, é que dá para começar a fazer planos. Depois disso, a lista de convidados deve ser feita. Em todo local que os noivos pedirem orçamento, o responsável vai perguntar para quantas pessoas é o casamento. Só assim dá para calcular preços. A noiva também deve ficar atenta se o local da cerimônia comporta todos os convidados. Não dá para ter gente do lado de fora do casamento, né?

5. Onde você se arrumou?
O meu dia da noiva foi no Léia Lima Fashion Hair (mostrei a inauguração AQUI). O salão é da minha amiga Léia e do Itamar. Eu fui muito bem tratada, mimada e nem um pouco estressada. Incrível como na hora do casamento eu estava tranquila e serena. Tô sem fotos da prévia aqui, mas o que importa é que Léia e eu montamos o meu cabelo e maquiagem juntas, conversando muito e que ficou exatamente como eu queria: diferente!

6. Para onde vocês foram em lua de mel?
Viajamos para Maceió - AL. Ficamos no Salinas de Maceió Beach Resort, na praia de Ipióca, um hotel lindo, fantástico e cheio de luxos. Super recomendo!!! Sem falar que Maceió é linda, um paraíso com praias divinas. Passeamos por Maragogi, Barra de São Miguel, Praia do Gunga, Praia do Francês e muitos outros locais lindos. Já quero voltar. =/

7. Depois da sua experiência, o que você acha que não pode faltar num casamento?
Como diria a minha fotógrafa, a Luciana Ferry, casamento é sobre sonhos. A noiva tem que realizar o que pode. Sei que o dinheiro nunca é suficiente (afinal não somos celebridades com 1 milhão disponíveis) e muita coisa é cortada por falta de grana, mas a noiva deve fazer o máximo que pode com o que tem. Não digo que o casal deve se endividar para fazer um casamento de conto de fadas. Não, isso é bobagem!!! Entrar na vida a dois com um monte de contas pra pagar pode ser um problema maior do que um casal pode enfrentar no início delicado de um casamento. O que digo é para os dois trabalharem bastante e se esforçarem para fazer um casamento que agrade aos dois.

Penso que toda noiva deveria ter o dia da noiva. É muito estressante toda a preparação do casamento e o dia da noiva é para relaxar, cuidar de sim mesma. Eu tive a sorte de ter muita gente cuidando do casamento para mim no dia, ninguém me ligou quando estava no salão me arrumando. Entrei de manhã e só sai na hora de ir pra igreja. Estava ansiosa, mas não tensa. Assim eu pude aproveitar bem mais o meu casamento.

Lua de mel também é algo essencial. Tem que viajar nem que seja para a próxima cidade do estado. Sério! Depois de tanto estresse e correria, os recém-casados merecem uns dias a sós para conversarem, se conhecerem melhor (mesmo que eles já se conheçam no sentido bíblico da palavra *rsrs*, acredite, depois do casamento é diferente o convívio!) e fazerem os planos para a vida a dois. Depois que o casal volta para a realidade, a rotina e as outras pessoas com quem têm que conviver, fazem o brilho da paixão se ofuscar um pouco.

8. Traumas?
Siiiim! Não quero ver as cores marrom e rosa por muuuito tempo e nem pensar em trabalhos manuais até os calos sumirem. Casamento handmade é lindo, mas nada fácil. Teve dias em que eu queria jogar todo o material pela janela e ir domir. *rsrs*

9. Agradecimentos?
Muitos! Agradeço ao meu marido que é um gentleman e que não me deixou com toda a responsabilidade por fazer o casamento acontecer. À minha família (mamis, Rosy, Tchió, avós, sobrinhos, tios) que deu força psicológica, material, financeira, física e de trabalho em TODAS as etapas. À família do marido que eram sempre solícitos e nunca negaram ajuda do mesmo tipo que a minha família. Aos amigos e padrinhos que estavam sempre na pilha e que sempre me deixavam falar por horas sobre minhas experiências sem nunca reclamar ou me mandar calar a boca (eu merecia!). Aos prestadores de serviço, que mesmo sendo pagos poderiam ter sido uns malas e atrapalhado a coisa toda, mas que foram maravilhosos e compreensivos conosco. Destaque para as 5 super-mulheres que trabalharam duro antes, durante e depois do casamento:

Luciana Ferry - fotógrafa

Camila Alves - Chefe das equipes de ornamentação e cerimonial

Carol - dona da extinta ( =( ) Cake do Cerrado, responsável pelo bolo, doces, salgados e lembrancinhas

Sandra - decoradora e entusiasta

Léia - cabeleireira e maquiadora

Com as fotos dessas lindas eu agradeço à todas as pessoas que elas coordenaram e que fizeram um trabalho estupendo.

Agradeço à Lila pelo controle de danos da noiva amalucada e que sempre conversava hoooras comigo, me leva va pra sair, espairecer; sem falar que fez a almofadinha das alianças. Aos pajens e damas Téo, Jenifer, Geovana, João Victor e João Vitor; e às suas lindas mamães que os emprestaram. Ao padre Ferreirinha que celebrou com entusiasmo e nos presenteou com palavras ricas em sabedoria e amor de Deus. À comunidade São Judas Tadeu que nos acolheu.

Principalmente, agradeço a Deus que permitiu que tudo corresse tão bem, tão certo. Que nos deu paciência para esperar as suas demoras e que nos amou sempre, que nos uniu, que nos fortaleceu, que nos fez sermos um. 

E agradeço às blogueiras que deram o maior apoio e palavras amigas nos comentários, sempre ávidas por me acalmar. Finalmente, agradeço às leitoras que vinham toda segunda-feira conferir se tinha post novo sobre o casório, sobretudo àquelas que me mandaram e-mail, mensagens no Facebook, Twitter, nos comentários. Se eu tive força até o final, se eu não fugi para casar em Las Vegas *rsrs*, foi porque vocês estavam aqui por mim, sendo psicólogas, sendo amigas. OBRIGADA!!! Mil vezes obrigada a todos os que direta ou indiretamente fizeram esse casamento acontecer. Amo vocês! Sério, sem demagogia, sem falsidade, só amo!



A partir de agora, vida nova, assuntos novos. Sei que as leitoras amam, mas eu já não tenho mais o que escrever, o que compartilhar. O casamento me esgotou e agora tudo o que eu quero é ser esposa, não mais noiva. Quero ser uma boa mulher, dona de casa (nem sempre!), trabalhadora, blogueira, mãe (algum dia...), filha, irmã, tia, cunhada, nora, nora-neta, neta, sobrinha, afilhada, madrinha, amiga...




Beijo  carinhoso e abraço beeem apertado da chorona aqui;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Confissões de uma ex-noiva: O casamento! - Parte 4


Depois de tantos posts sobre o meu casamento, algumas leitoras pediram que eu mostrasse a tal carta que escrevi a Deus pedindo o meu marido (veja a menção à carta nesse post AQUI) e que foi lida pela minha melhor amiga, Mary, na cerimônia. Consegui pegar com o marido (que guardou com todo o carinho) a bendita carta e que agora transcrevo...


Meu quarto, 8 de fevereiro de 2005. 

Querido Deus;

Resolvi escrever esta carta para te pedir que envie o meu "José". Tu disseste: "Pedi e recebereis...", portanto, anuncio as características que gostaria que o meu prometido possuísse.

Não quero ser prepotente e pensar que posso mandar no meu Deus. Isso é apenas um pedido, que pode ou não ser realizado de acordo com a Vossa vontade, podendo ser acrescentados adjetivos que sejam para o nosso bem.

Peço com fé que o meu futuro marido seja mais da igreja do que eu. Que seja honesto e trabalhador, esforçado, que tenha senso de humor, mas que também seja sério quando for preciso. Suplico que ele seja do tipo que oferece carinho, segurança e proteção.

Senhor, que o pai dos meus filhos seja compreensivo, cúmplice, parceiro, amigo, eterno namorado, romântico e paciente. Seja ele um pai de família exemplar. Que minha família o ame e o receba como filho e que ele também ame os meus familiares. Assim seja também entre eu e sua família.

Pai, intercedo para que o meu "Tobias" não seja possessivo ou muito ciumento. É preferível que ele seja forte e saudável. Rogo-lhe que em nosso lar reine a Vossa paz e amor. Que ele me ajude na caminhada, lutando e ensinando nossos filhos sobre o Teu Reino.

É importante que o meu amado seja devoto de Nossa Senhora de Fátima, São Bento e São Miguel, e que goste de te adorar (de preferência comigo). Finalmente, que o meu "José" me ame, ms ame muito mais a Ti.

Desde já, lhe agradeço, meu Deus, porque ouviste minha oração. Glórias e louvores a Ti, Senhor!!!

Com fé e amor;

Giselle Lizarda de Andrade.


O que é importante saber sobre essa carta? 
  1. Que José foi o escolhido por Deus para cuidar de Maria e de Jesus e que ele foi um esposo amoroso e fiel, um pai que ensinou sobre a lei de Deus.
  2. Que Tobias é um livro do antigo testamento que conta a estória de Tobias e Raquel, que tiveram de orar muito e obedecer a Deus para serem curados e libertos até conseguirem ser felizes no matrimônio. 
  3. Que eu a escrevi depois de passar por muitas decepções amorosas, namorar sempre os "caras errados" e ficar cansada de perder tempo com rapazes que não mereciam o meu amor.
  4. Que a vontade de Deus, seus planos para nossa vida, são sempre melhores do que qualquer planejamento, sonho ou decisão que tomamos sozinhos e que Ele quer sempre o nosso bem.
  5. Que Deus tem infinita misericórdia e sempre ouve (ou lê *rsrs*) os seus filhos e eu dou testemunho disso, pois tenho um marido que é um presente lindo de Deus e que constrói diariamente junto comigo uma família de verdade.

Espero que tenha gostado e que isso inspire pelo menos um pouquinho as suas orações. Seja feliz! Deus te ama com amor infinito e incomparável!!!




Paz e bem;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Confissões de uma ex-noiva: O casamento! - Parte 3


Hey, girl! Continuando a falar sobre o meu casamento (prometo que tá acabando!)...

Muita gente estranhou o nosso brinde feito com Coca-Cola e não com espumante. Um ano antes do nosso casamento, estávamos passando por uma crise financeira muito forte e os gastos eram enormes, tanto que ficamos com medo de ter de adiar a data do casamento. Foi aí que oramos e fizemos o propósito de não tomar Coca-Cola, que é o nosso vício *rsrs*, até o dia do casamento. Como católicos, praticamos jejum e abstinência (sobretudo na quaresma, em preparação para a Páscoa) nas épocas difíceis da vida em que precisamos de um direcionamento. Imagina como estávamos sedentos de coca quando o grande dia chegou? Pois é... o drinque tinha mesmo de ser assim. Graças a Deus, depois de muito sacrifício, tudo deu certo. Pagamos todas as contas!


Aqui a fotógrafa me pegou no flagra quando estava devorando meu cupcake e a assistente da cerimonialista tirava meu véu.


A nossa fotógrafa montou uma estrutura no salão para tirar fotografias dos nossos convidados. Pedi ao meu irmão que fizesse alguns bigodes e boquinhas para incrementar as fotos (me inspirei nas fotos DESSE POST do blog Casarei). Adorei!!! E parece que os convidados também...

Nossos amigos da igreja...
A florista...
E até minha vóvis e primos
Tem muuuitas fotos, de vários convidados.


Essa foi a nossa gravata, aquela que os padrinhos passam vendendo os pedaços aos convidados. Olha, rendeu uma boa grana... a galera estava generosa.


O momento de jogar o buquê foi uma farra, mas poucas solteiras quiseram pagar o mico. hehehe


E nós tínhamos um livro de assinaturas, feito pela Sandra. Até hoje não terminei de ler todas as mensagens.


É claro que não poderiam faltar umas fotos bem específicas...


Essa de cima é uma das minhas preferidas!


Repara a cara de nojo da pessoa. *rsrs*


O sapato apareceu... e muito!


Nem tudo era farra. Houveram outros simplesmente emocionantes, como esse do abraço da minha mamis. ♥ Te amo, mamãe!!! ♥


Não poderia deixar de fora essa fotografia com a minha vóvis paterna, minha tia (que todo mundo tava dizendo que eu pareço ser mais filha dela do que da minha mãe) e minha prima Samanta, que é fã aqui do Vai Garota!.


A Helô não sabia se entregava o meu presente ou se ficava com ele pra sempre.


Xuxu, Larissa Rehem (O dia da Lila) e toooda a sua família linda estavam presentes.


O pessoal da Yes Cosmetics Brasília também nos prestigiou. Marcelo, Carol, Tia Rosa e Rachel, seus lindos!!!

Enfim... foi maravilhoso! E muito divertido, claro. Não poderia deixar de ser.


Quem ia embora, levava brigadeiros no potinho de lembrança. Huuuum...


Para quem já não aguenta mais o blábláblá sobre casamento aqui no Vai Garota!, pode ficar tranquilo. Está quase acabando! O último post vai ser só para tirar dúvidas. É que muita gente chega em mim perguntando sobre preço, prazos, fornecedores e locais. Vou responder tudo tudo tudo aqui no último post da série. Se você tem alguma coisa para perguntar, esse é o momento. Envie um e-mail para gilizarda@vaigarota.com oooou deixe a pergunta nos comentários que eu terei muito prazer em ajudar.


Um xeru;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Confissões de uma ex-noiva: O casamento! - Parte 2

Sim, nós brindamos com Coca-Cola!

Olá, garota! Continuando a série de posts sobre o meu casamento, trago as fotos da recepção. Não foi uma festa, foi assim uma coisa mais informal. Salgados, doces deliciosos da Cake do Cerrado, bolo, refrigerantes e sucos. Nunca quis uma grande festa e o noivo também não é lá um festeiro, então resolvemos fazer algo mais parecido conosco, que somos caseiros. A decoração foi toda feita por nós dois, minha irmã Rosy (super criativa essa mulé!), com supervisão da Sandra (uma amiga da família que já foi organizadora de eventos) e muita ajuda dos nossos irmãos, sobrinhos, primos, pais e amigos.


Essa foi a nossa mesa do bolo e doces. Escolhi o estilo provençal e, basicamente, decorada com os próprios bombons, cupcakes (não poderia faltar, né?) e a maquete do bolo com os pombinhos em cima. Na parte de trás foram colocados uma armação para as cortinas e umas bolas de isopor cobertas com flores de papel, glitter e laços (feitos pela Rosy).


O bolo da foto era uma maquete, mas o que foi servido estava divino!!! Chocolate e muuuito recheio, com cobertura de massa de leite Ninho. Nham nham!


Os noivinhos do bolo eram pombinhos no ninho. Eles foram feitos pela Luciana do Ateliê Lú Artes & Cia. Encontrei a loja virtual pesquisando na internet e minha irmã nos deu de presente.


Huuuum... cupcakes de sabores diversos.


Brigadeiros no copinho enfeitados com lacinhos. Muito mimosos!


Os enfeites da mesa foram feitos pela minha maninha linda também. Quando entramos no salão, as velas (rosinhas dentro do vidro) estavam todas acesas. Os porta-guardanapos foram todos feitos por mim em crochê. Fiquei até 2 da manhã do dia do casamento terminando eles. O___o

Entramos no salão com poppers estourando e velinhas faiscando. \o/


E começou a bateria de fotos, que eu preciso dizer, é cansativa! *rsrs* Foram centenas de fotos com padrinhos, família, amigos... Ufa! Cansei só de lembrar.


Não vou colocar todas as fotos dos convidados aqui, mas gostaria de partilhar essa com você. Essa é a minha família. Meu irmão Anderson, meu marido Marcos José, minha mamis Liza e minha irmã Rosy. Durante o decorrer dos preparativos do casamento, você leu muito sobre eles: os dramas da minha mãe, os sumiços e a dúvida sobre o acompanhamento do meu irmão, a super força que a Rosy deu. Quero contar que, graças ao blog e aos meus desabafos aqui e no Facebook, a minha família se uniu para nos ajudar. Depois daquele post, "Confissões de uma noiva - As picuinhas da mãe", a mamis meio que acordou e passou a participar mais da organização. Minha irmã arregaçou as mangas e pôs as mãos à obra, fazendo coisas maravilhosas na decoração. O meu irmão, que num determinado momento afirmou que não entraria comigo na igreja (meu pai faleceu quando eu tinha 9 anos), teve uma conversa séria comigo e fizemos uma linda entrada. Quero agradecer imensamente às esses "Andrade" por tudo, por cada ato de carinho e consideração. Definitivamente, eu não teria conseguido sem eles. AMO MUITO VOCÊS!!!

E agradeço também às leitoras que deram muito apoio e consolo, que oraram por nós e que deram conselhos valiosos. O blog foi minha terapia, as leitoras e blogueiras foram as psicólogas. Cada vez que eu derramava minhas angústias e incertezas, sempre tinha uma alma caridosa que dava uma palavra de amizade e incentivo. Durante um ano de "Confissões de uma noiva", eu recebi centenas de e-mails, mensagens privadas no Facebook, mentions e DMs no Twitter, ligações, SMS... blogueiras e leitoras me encontravam na rua ou em eventos e falavam que tinham se emocionado lendo meus posts, que estavam torcendo por mim. Elas ofereciam ajuda, falavam que eu podia contar se precisasse. Tudo muito lindo, cativante, fofo! Não tenho palavras para dizer o quanto tudo isso foi importante, tocante mesmo. Então, eu agradeço, em meu nome e em nome do meu marido. Obrigada, de coração.

Mas continuando...


E como não somos gente, também houveram muitas fotos e poses divertidas, mas isso eu conto em outro post... Espere a Parte 3! ^^


Bisou;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Confissões de uma ex-noiva: O casamento! - Parte 1

Tem alguém aí querendo ver as fotos do meu casamento??? Fiz uma coletânea com os melhores momentos... Espero que goste! 

Obs: Todas as imagens estão em baixa resolução para não pesar no carregamento do blog. 

Paróquia São Judas Tadeu (Taguatinga - DF) - Decoração realizada pela equipe da Camila Alves
Tanto que eu desejei, pesquisei, sonhei e namorei a decoração em tons de rosa claro com muito áster (flor miúda) e velas seguindo o tapete bege. Ficou exatamente como sonhei! A equipe da Camila Alves - que fizeram a decoração e assessoria do casamento - sabe como encantar uma noiva.

Noivo suuuper nervoso com a avó materna
Dizem as madrinhas que o noivo estava quase tendo um colapso nervoso. Foi aí que minha irmã começou a rezar com ele no altar.

Meu irmão Anderson me acompanhou ao altar. Obrigada, maninho!
Me assustei quando as portas da igreja foram abertas para a nossa entrada. Os bancos estavam lotados! Foi muito lindo ver os rostos felizes e as dezenas de câmeras fotográficas apontadas para nós.

O emocionante e lindo encontro dos noivos
Nesse momento eu pensei: -Uau, como o noivo está lindo! E é só para mim. Como sou sortuda!!!

E a cerimônia começou!

Madrinha Helô leu a primeira leitura
Aaaah, Helô, amo taaaanto você! ♥

Eliane cantou o Salmo (e que salmo inspirador!)
Até hoje me arrepio só de lembrar a melodia e a voz da Eliane cantando para nós. Miga, te lovu!!!

E a gente curtindo cada momento

Enquanto isso... o buquê (que as leitoras ajudaram a escolher na página do blog no Face) e o terço aguardavam num canto
A Camila montou o meu buquê de forma muito parecida com a foto que enviei para ela. E como era cheiroso! Tudo por causa das Angélicas, as flores pequeninas.

O sim
Saca só a alegria da noiva! 

O beijo

As alianças aninhadas na almofada que a Lila (blog O dia da Lila) fez com todo o carinho
Lila, meu xuxu, obrigada, obrigada, obrigadaaaa!!!

 

As mãos tremiam, mas a gente conseguiu colocar as alianças.

Os meus sobrinhos Marcos e Samuel e a minha vóvis trouxeram a imagem da Sagrada Família para nos mostrar o grande exemplo que Deus nos deu
Olha como é linda a minha vóvis! E os meus sobrinhos fofos? É muito amor!

E a gente chorando horrores...
Novidade...

Ganhamos da maninha Rosy uma imagem de Nossa Senhora de Fátima (sou devota!) vinda direto de Portugal para o casamento
Teve até coroação de Nossa Senhora. ^^

E choramos mais um pouco *rsrs*

Madrinha Mary leu "A Carta" e todo a assembleia riu e chorou
"A Carta" é um episódio à parte nesse casamento. Há muuuuitos anos atrás, quando eu tinha uns 19 anos, e depois de uma decepção amorosa, meu amigo Fabiano (beijo, Fabí!) me incentivou a escrever uma carta pra Deus. Não uma carta qualquer, mas uma carta pedindo o meu José, ou seja, o meu marido. Escrevi essa carta falando as características (psicológicas) do meu futuro marido e guardei dentro da minha Bíblia (no livro de Tobias). O Fabiano e outras poucas pessoas sabiam da existência da carta, mas somente a Mary, minha melhor amiga, já a havia lido. O noivo sabia apenas que eu queria ler a tal carta no casamento. Pedi à Mary para ler novamente o texto, dessa vez para todos os convidados, o que ela fez adicionando seus comentários pessoais. Foi muito engraçado porque a Mary me conhece muito bem e sabe de todas as fases que passei até chegar ao altar. Sinceramente, a carta descreve completamente o Marcos, meu agora marido. Eu pedi e Deus me abençoou imensamente com um homem honesto, justo, trabalhador, religioso, atencioso, carinhoso, amável, de família... e mais centenas de outros adjetivos. #FicaADica

Bem, minha cara leitora, essa foi a nossa cerimônia de casamento... Longe de mim bancar a metida, mas muitas pessoas vieram nos contar que foi o casamento mais lindo e emocionante que já viram. Até o padre estava elogiando. Tudo isso só foi possível porque tivemos o apoio dos familiares, amigos, padrinhos e dos prestadores de serviço que fizeram um ótimo trabalho. 

Volto amanhã com a segunda parte do casamento, a recepção. Adoraria que você comentasse sobre tudo!


Mil beijocas;


Protected by Copyscape Online Plagiarism Tool


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...