segunda-feira, 30 de julho de 2012

Confissões de uma noiva - As picuinhas da mãe


Hey, garota! Voltei com mais um post da série "Confissões de uma noiva", desta vez para falar do complicado relacionamento da noiva com sua mãe.

Minha mãe ficou viúva aos 36 anos e desde então não quis mais ninguém em sua vida, nem mesmo a namorar ela voltou. Respeito as suas escolhas e admito que foi bem mais fácil para mim e meus irmãos não precisarmos aceitar outros "caras" no lugar de nosso amado pai. Ela ficou viúva quando eu tinha 9 anos, meu irmão 13 e minha irmã mais velha 18. Mamis começou a trabalhar fora e em casa nós dividíamos as tarefas para ajudá-la. Nos tornamos bastante unidos e super grudados na mãe (bem, pelo menos minha irmã e eu sim). Tenho orgulho de dizer que tenho não só uma mãe, mas uma grande amiga.

Minha irmã se casou aos 19 e meu irmão logo conheceu o mundo, as farras e as mulheres. Ou seja, sempre fui a companhia da mamãe, indo às compras, cuidando dela quando doente, ouvindo as alegrias e reclamações da viúva. Não vou mentir que nossa relação não teve muitos altos e baixos desde que entrei na adolescência e que é raro nós nos estranharmos pela casa, mas no geral convivemos bem. Sendo a única companheira de minha mãe, sabia que quando resolvesse casar, ela sentiria ciúmes e solidão. Pois é... foi só começarem os preparativos para a coisa ficar feia.


É encrenca por tudo! Fecho um contrato, ela reclama que ficou caro. Resolvo algo sem perguntar, ela faz bico. Não quero convidar a prima da prima em segundo grau, ela reclama. Dia desses o noivo comentou com ela que tínhamos feito um orçamento para o dia da noiva e que havíamos gostado do preço (aproximadamente 900 reais) e ela me solta a pérola: "- Cuidei da noiva a minha vida inteira e não recebo nada. O salão ganha uma fortuna para arrumá-la em um dia." Posso com isso???

Sem falar que não ganho ajuda pra nada. Noivo e eu corremos atrás de tudo, pagando com sufoco e pesquisando todos os detalhes. Ela torce a cara e ainda põe defeito nas escolhas. No dia em que fechei os padrinhos, o drama foi grande porque não convidei nenhum de meus tios para o séquito. Tirando a visita à costureira, nunca que ela me deu o prazer de sua companhia no referente aos preparativos do casamento. Sempre há uma desculpa para não me acompanhar.

Não posso reclamar da ajuda financeira, já que só tenho um enxoval decente graças aos inúmeros presentes que ela chega carregando todo mês. O vestido de noiva e a lua de mel nós também ganhamos da mamis. Mas sabe o que eu queria mesmo? Colo, cafuné, um "tudo vai dar certo" e um "vocês serão muito felizes". É tão assustador estar saindo de casa, começando uma nova vida com alguém que nunca nem passou uma noite inteira comigo, passar de caçula à esposa. Eu tô em pânico! Sem falar do estresse com a organização e as noites mal dormidas. Só queria que a minha mãezinha estivesse comigo, visitando salões, degustando em buffets. É pedir demais?


Entendo que ela já esteja sentindo a solidão batendo á porta, talvez até já desapegando de mim para não sentir tanto a minha falta. Nós podíamos agora aproveitar nossos últimos dias juntas, sob o mesmo teto, sorrindo e conversando até tarde. O que eu sinto é um distanciamento enorme, uma saudade adiantada, um aperto que me diz que nunca mais a nossa relação será a mesma. Não estou pronta para deixar de ser o bebê, quero meus quatro últimos meses de filhinha da mamãe.

E nem posso dizer que não fui avisada, pois minha irmã contou, assim que noivei, que nos últimos meses antes de se casar a mãe mal falava com ela.  Não quero! Eu preciso da minha mãe!!! Me recuso a viver como uma estranha hóspede temporária.

Ai, não dá mais! Ou eu paro esse post agora, ou afogo o teclado. Aff...


Beijos;





36 comentários:

Esse Cosmetico disse...

Super desabafo, em Gi!
Bom, não tem como eu me colocar no seu lugar e nem no da sua mãe, mas acho que consigo entender os dois lados!
O que mais me chamou a atenção é o quanto madura você é, principalmente por tu conseguir "compreender" ela.

Acho que o que te resta mesmo é dizer tudo isso que está aqui no post pra ela.Sair da zona de conforto sempre é angustiante! E nesse caso, é uma mudança para as duas!!

bjos!!! ;)

<a href="http://geleiadexuxu.blogspot.com>Geleia de Xuxu</a>

Diise França disse...

Amora, essa situação deve ser muito difícil e exige nível de paciência máximo. Mas vc já tentou falar tudo isso para ela? Exponha seu medo de não ter ela mais tão perto, com, jeitinho e conversa as coisas se ajeitam! Tenho certeza que ela tbm está morrendod e medo de perder a filhinha dela. Qualquer coisa, já sabe, tô aqui! Beijos

Unknown disse...

Ai ai Gi....as mães são seres tão complicados quanto nós, filhos. Eu nem quero imaginar quando eu decidir realmente ter minha casa... eu sou filha única, minha mãe também é viúva...Tenho padrasto mas ela é uma pessoa independente de homens e totalmente dependente de mim. Mas sabe? Eu acho que é só passageiro e a relação de vocês será ainda muito melhor depois desse stress todo. Mas, se é isso que quer e está feliz, ela sabe... e te deseja tudo isso que gostaria de ouvir. Beijo

Unknown disse...

ah amiga, não fica assim não. Sua maezinha está com dificuldades para lidar com isso, tenha paciencia. ah amei seus cachinhos seu cabelo tá lindão nesta foto!
Uma semana abençoada.

Quelita Nunes disse...

Querida é assim mesmo acredito q todas as noivas passam por isso quando são muito amigas das mães, comigo tb foi parecido, ficamos sensivel e são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Mas fique tranquila depois tudo passa e volta ao normal. Bjs

Priscila Fernandes disse...

Gi, amiga.. q situação!!
Imagino passar pelo mesmo quando chegar minha vez.. Eu sou filha única e minha mãe adora pegar no meu pé.. imagina quando for casar, sair de casa... xii.. rs

Não desiste da mamy não.. insiste pra ela te acompanhar nas coisas.. Pelo post o stress ta grande, né.. Tira um diazinho de folga de tudo, vão passear só vcs duas.. :)

Tomara q td dê certo pra vcs, Gi! Qualquer coisa, já sabe, né? ;)

Força, amiga!

Bjo bjo!

Prit

Carol Biscuit disse...

Sempre visito o blog mas nunca comentei, e hj seu post me chamou a atenção... Passei por algo parecido quando fui me casar. Eu sou a mais velha e tenho apenas uma irmã, qndo meus pais se separaram assumi as responsabilidades dele com apenas 18 anos, sempre fui o braço direito da minha mãe, daí com 21 anos resolvi me casar , ela disse que eu era muito nova, etc, etc... Casei apenas no civil, e para minha surpresa e tristeza minha mãe viajou exatamente na data do meu casório, meu pai também não pode ir nem minha irmã, casei sem a presença de nenhuma das pessoas que tanto amo, mas Deus estava nos abençoando... Acho que ela pensou que estava me perdendo, mas não foi isso que aconteceu, nos vemos todos os dias, meu marido é como um filho para ela ( até a mãe dele têm ciúmes , rs) e já temos uma filha de 5 anos que é a paixão da minha mãe... Ano que vem completo 10 anos de casada e já falei pra minha mãe que vou fazer meu casamento na igreja, brinquei com ela que estou pensando se ela vai receber o convite!!!!! rs
Assim como minha mãe, sua mãe pensa que está te perdendo, mas logo ela vai perceber que a família dela está só aumentando!!!!! Bj.

Tititi da Dri disse...

oi amada, li e chorei tb.... mas sabe, depois que a gente vira mãe, começa a entender certas coisas....a minha tb complicou com todos os meus casamentos (4) e complicou com os maridos (nenhum era bom o suficiente) e complica até hj com meu marido.. mas dai me faço de surda, cega e muda...e continuo fazendo carinho nela, dando atenção...apensa mudo de assunto qdo ela começa a buzinar na minha orelha....mãe é assim..quer ver o filho crescer, tomar voo na vida, mas fica bicuda qdo o filho sai de perto...deu p ver q tu enxerga o lado dela tb, o que é mto bom... tenta falar com ela o que escrevestes aqui.. quem sabe??
bjs desejando q tudo se ajeite logo
tititi da dri

Eliane Henriques disse...

Chefinha.... kkkkkk Normal...

Minha mãe num fez os mesmo "pitis"???
Ficou de malzinho e tudo... kkkk

Foi só casar descobriu que tinha ganho um filho!

Claro, amiga, que no caso da Tia Liza (amo essa tia!) é mais que compreensível, são você e ela, ela e você...

Peça ajuda ao grande homem (ele é muiiiito alto) para dar muito carinho a ela. Vai dar tudo certo!! Ti love!!

julianaossuna disse...

Oi Gi, nossa me vi na sua historia, pena q a minha nao teve um final muito feliz, mas ninguem é igual a ninguem e nenhuma mae é igual, acho q vc tem q conversar muito ela e falar tudo o q vc pensa, do contrario do q eu fiz, nao falei nada, guardei tudo pra mim e sofri q nem uma condenada...hj nós não temos a mesma amizada, mas eu tento levar conforme a musica...bjus adoro seu blog =D

RoseBoxBlog disse...

É sua mãe não quer te perder! Mas ela não vai te perder e sim aumentar a família que tem! É o ciclo da vida né?
bjoo

Tiemi
rosebox.blogspot.com

Larissa Rehem disse...

Sabe o que é pior?!
É que a dramática da história sou eu!
xD
Ô xuxu, fica assim não!
Não sei se é porque eu sou a mais velha e minha situação é um pouco diferente, mas tô doidinha p/ picar a mula!
=x
Tenho certeza que vai ser tenso, mas acho que preciso morar sozinha antes de casar!

Beijinhos, se cuida!
PS: No meu horário não tem tempo nem p/ mim! Só tem tempo p/ fazer o que é necessário! E eu vou dar sorte se eu conseguir sair 1 vez por mês!

Espeloteada e Patricinha disse...

Ô Gii... eu tive problemas com a minha mãe nos preparativos tbm, mas foi diferente, ela acompanhava tudo e reclamava e discordava de qualquer coisa que eu gostasse rs... Dizia que a mãe dela decidiu tudo no casamento dela e que agora era a vez dela kk... é complicado, é diferente porque eu ainda vivo com ela (moramos na casa da mamys enquanto a nossa não dá certo) e no seu caso vai cortar o cordão umbilical :/ mas calma Gi, aguenta firme e depois de casar tente sempre aparecer na casa da mamys, aí acho que vai normalizar. Mãe é fogo, minha vó reclama da falta de visitas da minha mãe e já fica "fala p sua mãe que eu vou morrer e ela vai sentir falta".
Calma amiga, ela tá com medo, conversa com ela, diz que não vai deixar de ser filha dela quando casar e depois do casório lembre de estar presente ;*

Paula - Blog TodaBeleza disse...

Flor,
Pelo desabafo, imagino a tensão, hein?
Mas ela deve estar sentindo a mesma coisa q vc, mas reage de forma diferente: ta perdendo a caçulinha, dedicou todo esse tempo, preferiu não casar, agora vai ficar sozinha...deve ser tantas coisas tbém na cabeça dela. Fica triste não, e chama as madrinhas para te acompanhar nessa aventura. Eu como madrinha, sempre acompanhei td, dei sugestões, participei...é muito legal.
Boa sorte nos preparativos, espero que o resultado seja 100%.
Bjs,
Shirley Mello
www.todabeleza.blog.br

Bruna Heller disse...

Ownn... Tadinha!!! Eu tmb sou totalmente assim!!
Minha mãe e eu vivemos entre guerra e paz.. simplesmente ou nos damos muito bem ou nos pegamos a grito. hehehehe Mas também acho que somos grandes amigas. Quando vou fazer algo sempre recorro a ela, pra saber a opinião e também convido pra fazer compras. Quando vou pra casa do meu namorado, fico angustiada se não dou uma notícia ou ela não liga. Mas também vejo que ela MORRE de ciúmes do William (meu respectivo), fica chateada quando vou pra casa dele, ou quando compro um presente sem ter data marcada. E isso me incomoda demais, pq sei que passarei pelo mesmo que tu talvez daqui a um tempinho. Talvez ela aceite numa boa eu saindo de casa, eu tendo minha vida, mas eu não vejo isso. Vejo alguém tentando mostrar que é sozinha (minha mãe também nunca casou, foi mãe solteira e desde que minha vó faleceu em 2009 moramos sozinhas), dependente e que precisa de mãe, quando na verdade é tudo pretexto pra que eu fique na cola dela pra sempre e como se fosse abandonar pra sempre.
Mas a situação não é essa!!! E quando tu diz que vai desabar chorando, tu só ta dando margem pra ela pensar que está certa, que deve continuar com birra. Um dia, elas também foram felizes, casaram (no caso da minha mãe não, mas a tua pelo post acredito que sim) e se não deu certo por uma ironia do destino elas precisam entender que outras pessoas podem e DEVEM tentar o mesmo. Ainda mais que vocês são super amigas.. Talvez uma conversa dizendo que ela pode estar acabando com a relação legal que vcs têm juntas ajude a melhorar os ânimos dela. E além disso, deixa sempre claro que o casamento é teu e do teu noivo. É horrível falarmos em "alto tom" com mãe, né? Mas às vezes é necessário pra elas entenderem que não somos mais crianças. Eu amo minha mãe, BUT ela me irrita de vez em quando. (casos de família)
E relaxa, Gi! Teu casamento vai ser lindo, vcs serão muito felizes juntos, terão uma vida tranquila e confortável, com muito amor e carinho... Um dia, ela irá se acostumar, acredite =)

Beijos e desculpa se falei algo que te contrariou!

♥ Violeta Vialle ♥ disse...

Um desabafo tão honesto e emocionante dessa fase de sua vida flor. Já vi isso acontecer com um amiga, caso similar ao seu, com poucas diferenças: a mão era divorciada e não viúva, a irmã mais velha casou e saiu de casa e o irmão sempre cuidou de sua vida, então a mãe era grudada nela para tudo! E mesmo antes de noivar a mãe já estava por demais em cima dela. Agora que ela está para sair de casa então... é a mesmíssima implicância, parece até até estar ouvindo a ela qd li esse post. Nesse momento só muita força, paciência, compreensão e uma boa conversa mesmo para ajudar, né? E ainda assim nada é garantido, tem gente que qd entra numas ondas... que dê td certo e vc consiga mais uns meses junto a sua mamis como filhinha querida, pq colo de mãe realmente sempre faz falta em algumas situações da vida, tem coisas, dores, que parece que só colo de mão cura... Toda a sorte e felicidade a vcs tds!

Bjoks flor!
Blog Mundo de Violeta

Amanda disse...

Ô, dona mãe da Gi, não fica assim não! Aproveita os últimos momentos com sua filha em casa, dá carinho pra ela, vai nos buffets com ela, etc. Daí bota essa moça pra fora de casa mesmo e aproveite a vida. Logo, logo ela vai te colocar pra cuidar dos netos e a senhora vai sentir saudade do sossego hahahaha.

Falando sério agora, Gi, conversa com ela, essa situação é muito chata, não vale a pena ficar triste por isso. Eu passei por algo parecido com a minha mãe, mas foi na época que meus pais se separaram e eu fiquei morando com meu pai. Minha mãe tinha muito ciúme e não engoliu isso. Nossa relação se desgastou bastante. Demorou, mas tudo passou. Só não fica esperando, não, tá? No meu caso não teve jeito, minha mãe é muito cabeça dura e não ouve nada (espero que ela não leia isso) XD

:*

Sabrina silva disse...

own gíi assim como vc tá com medo de deixar de ser a filhinha da mamãe ela tbm tá com medo de deixar de ser a mamãe.. e talvez esse seja o jeito dela de ceilá se defender.. conversa com ela.. fala que vc á quer do seu lado nesse momento e que ela nunca vai deixar de ser sua mamis!!
Boa sorte MilBjks!!

P.s acho que tbm vou passar por isso pois sou filha unica e moramos só eu e minha mãe.. e confesso que quero muito caasar mas faço das suas as minhas palavras entro em panico só dep ensar em deixar de ser a filhinha da mamãe.. Rs..
bjús

Gi Lizarda disse...

@Ester
Ester, muito obrigada pela força. Sei que preciso ter uma conversa com ela e, apesar do tempo corrido, farei isso assim que puder. É bom que só agora eu esteja me casando, pois acredito que tenho mais cabeça, mais maturidade para enfrentar esse tipo de problema. Se fosse alguns anos atrás a coisa teria ficado realmente feia, pois eu não tinha a sensibilidade de me colocar no lugar dos outros. Hj eu vejo a vida por vários ângulos, mesmo que o normal do ser humano seja favorecer a si próprio em primeiro lugar.


Um beijo enorme.

Gi Lizarda disse...

@Diise França
Obrigada, Diise!

Eu sei, eu sei... preciso mesmo ter essa conversa. Não adianta tentar tapar o sol com a peneira. =/


Beijinhos.

Gi Lizarda disse...

@Vivian Oliveira
Obrigada, Ví!

Essas mães dependentes são umas figuras, né? rs
Espero mesmo que seja algo passageiro e tenho fé que logo tudo se resolverá para melhor.

XOXO

Gi Lizarda disse...

@BRECHOZINHO DA MEL( HANNALU)
Obrigada, Hannalu!

Amiga, eu até tenho paciência, sabe? Mas que dói passar por isso tudo, dói mesmo!

O cabelo tava numa boa fase nessa época. rs

Bisous.

Gi Lizarda disse...

@Quelita Nunes
Obrigada, Quelita!

Acredito que sim, flor. Estou orando e esperando em Deus enquanto faço os preparativos. Ele será meu repouso e paz. ^^

Beijocas.

Gi Lizarda disse...

@Priscila Fernandes

Prit, é tenso, viu? Não vou mentir pra vc... é triste e tem dias que não quero nem sair da cama. Mas vá lá... tudo passa!

Obrigada por tudo.

Kisses.

Gi Lizarda disse...

@Carol Biscuit
CArol, obrigada então por deixar um comentário hj. Me sinto lisonjeada. ^^
Obrigada tb por dividir a sua experiência comigo. Vc é um amor.

Graças a Deus a minha mamis sabe que ela só tem a ganhar, com um genro que gosta muito dela. Acredito sim que tudo isso é apenas um fase complicada e que logo passa.

Abraço apertado.

Gi Lizarda disse...

@Adriana
Dri, obrigada!

Flor, eu sei que tudo isso é apenas uma fase e estou me esforçando para passar por ela do modo mais rápido e sem deixar minha mãe magoada. Consigo entender o lado dela sem deixar de desejar mais carinho. Obrigada por compartilhar comigo as suas experiências e pelas dicas.

Super beijo.

Gi Lizarda disse...

@Eliane Henriques
Obrigada, Eliane amiiiga!

Eu sei! Esse bicho-mãe é terrível de complicado, mas a gente ama mesmo assim. rsrs

O grande homem (kkkk) tá ajuadndo sim. A gente pega ela de cosquinha e abraça e beija muito. ^^

Xeru.

Gi Lizarda disse...

@julianaossuna
Oi, Juliana!

Obrigada por dividir comigo a sua estória. Sinto muito que não tenha acabado bem como vc queria e merece. Nunca desista, viu? Uma hora vc conseguirá reatar sua amizade com a sua mãe. Tô torcendo por isso. ^^

Besos.

Gi Lizarda disse...

@Tiemi Sone
Sim é, Tiemi! Às vezes é complicado de entender, mas a vida segue mesmo assim.

Obrigada.

Beijokitas.

Gi Lizarda disse...

@Larissa Rehem
Cada um com sua cruz, né xuxu??? E muitas amigas carinhosas como vc para ajudar nos desabafos. rsrs

Obrigada por tudo. Vc é um tesouro valiosíssimo!

Abraços carinhosos.

Gi Lizarda disse...

@a Frahn ;D
Toda mãe dá problema então: Que dificuldade, viu? rsrs
Mas a gente segue em frente com muito amor, fé e esperança de melhora depois do casório.

Obrigada por compartilhar sua estória de vida, minha linda.

Big beijo.

Gi Lizarda disse...

@TodaBeleza
Shirley, obrigada pela força.
Eu entendo, amiga. Juro que entendo... só queria que as coisas fossem mais fáceis.

Quanto às madrinhas... elas ajudam como podem, mas são todas tããão ocupadas. =/

Mil beijocas.

Gi Lizarda disse...

@Bruna Heller
Bruna, obrigada pelo imeeenso comentário (adorei!) e pela partilha das suas experiências. Acho que não é o caso de me impor sobre minha mãe ou lembrá-la que o casamento é meu e do noivo. O fato é que eu queria mais carinho e atenção e, se ficarmos brigando muito, essa fase vai passar e logo estaremos morando separadas e tendo menos tempo ainda para convivermos.

Eu entendo o que vc disse e concordo em muitas partes, mas com a experiência de vida que tenho hj, sei que é melhor engolir alguns sapos para o bem geral da relação.

Obrigada por tudo.

Beijos, beijinhos e beijocas.

Gi Lizarda disse...

@♥ Violeta Vialle ♥

Obrigada, Violeta! Muito obrigada mesmo.

Sigo com a força, paciência, compreensão e as boas conversas na esperança de que tudo isso passe juntamente com o casamento e que a vida volte ao normal ou pelo menos tão normal quanto possa ser em minha família. rsrs

Beijo na ponta do nariz.

Gi Lizarda disse...

@Amanda
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk O melhor comentário!!! kkkk Adorei!

Me ajuda, curte a fase e depois me bota pra fora pra curtir a vida. Vou repassar esse seu conselho para a mamis, tá? rsrs

Obrigada pelo carinho e obrigada por dividir sua estória comigo. ^^

Beijos no seu ♥!

Gi Lizarda disse...

@Princesa B
Sabrina, obrigada!

Sim, estou conversando, estou compreendendo, estou me esforçando para que tudo dê certo. Espero que tudo isso valha a pena.

Boa sorte quando for a sua vez. Espero que seja mais fácil para vc. Não desejo essa fase para ninguém. Beijo enooorme. Obrigada por tudo.

Confira também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...