quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

A Garota lê: Cidade dos Etéreos - Ransom Riggs


Olá, garota!

Não sei onde que eu ando com a cabeça para ter deixado de trazer esse livro aqui pro VG. Já faz mais de um ano que li e simplesmente esqueci. Mas vamos à resenha...



Título: Cidade dos Etéreos - Livro Dois da série O Lar da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares.
Titulo original: Hollow City
Tradução: Fernando Carvalho
Autor: Rasom Riggs
Gênero: Ficção Americana
Editora: Intrínseca
384 páginas

Sinopse:
Em uma aventura fantástica, o grupo de crianças peculiares precisa agora deter um exército de monstros terríveis, e a única pessoa que pode ajudá-los está presa no corpo de uma ave. Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram, na esperança de, lá, encontrar uma cura para a srta. Peregrine. Mas na cidade devastada pela guerra, surpresas estão à espreita em cada esquina. E, além de precisar levar os peculiares a um lugar seguro, Jacob terá que tomar uma decisão importante quanto a seu amor por Emma, umas das crianças peculiares.

Sobre o autor: *Ler o post do primeiro livro da série O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares.


Sobre "Cidade dos Etéreos": 
A série que chegou ao Brasil por meio da editora Leya, acabou passando para as mãos da editora Intrínseca, que deu uma leve mudada no título. Também mudou a capa dos livros da série. Inclusive ganhando uma versão linda de capa dura, com diagramação mais refinada.


Na verdade, a capa dura é bem simples, em azul com as palavras "Perplexus Anomalous" escritas em branco. E por cima vem essa outra capa de papel couchê, com a fotografia, o título e o nome do autor. Confesso que não entendi bem a ideia, até porque a capa que fica em cima é bem frágil e rasga fácil (a minha já tá toda rasgada embaixo. Aff...).

Enfim...


A nova diagramação é muito bonita e toda trabalhada com um ar vintage que casa muito bem com as fotografias e a atmosfera da estória original de Riggs. Dessa vez o autor não escreveu a narrativa a partir de suas fotos e das emprestadas pelos colecionadores (como ocorrido no primeiro livro da série), mas fez o inverso. Riggs foi à caça de imagens que se encaixassem no universo de Jacob, Emma e demais crianças peculiares e que pudessem dar continuidade às aventuras diferentes dos heróis. Isso tudo eu li em reportagens pela internet.

Cidade dos Etéreos continua do ponto onde parou o primeiro livro. Depois do sequestro Miss Peregrine pelos etéreos, ela não consegue voltar à sua forma humana. As crianças foram forçadas a deixarem a fenda em que viviam tranquilamente e encarar o mundo. Elas precisam cuidar umas das outras enquanto buscam um jeito de salvar sua preceptora. E rápido, pois cada minuto fora de uma fenda traz o perigo de envelhecerem rapidamente e até morrerem.


As imagens são ainda mais impressionantes do que no primeiro livro e outras deveras perturbadoras, como é o caso da foto da capa. Ransom Riggs foi costurando novamente imagens e acontecimentos, passando por novas fendas no tempo, conhecendo novos peculiares, inclusive animais incríveis e falantes. Em Cidade dos Etéreos, Jake descobre mais sobre os seus poderes e como usá-los para proteger seus amigos. Todas as crianças precisam usar suas habilidades fantásticas para manterem-se unidos e, principalmente, vivos!

Cidade dos Etéreos é um livro mais dinâmico que "O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares". Tem muito mais aventura, atos de bravura e sorte, mais perigos e mais lugares exóticos para conhecer, como uma Londres destruída pela guerra mundial. Há também o aprofundamento da relação de Jacob e Emma e muitos momentos fofos de amizade, companheirismo e amor.


Continuo encantada com a escrita de Riggs e fascinada por cada um dos personagens. É muito amor por uma série só. Recomendo!



Fica com Deus. Beijo beijo;






Postar um comentário

Confira também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...