segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Na Netflix: The Lizzie Borden Chronicles


Hi girl!

Vamos começar animando essa semana com uma dica de série de tv? Não sou uma pessoa super viciada em Netflix, mas volta e meia consigo garimpar alguns tesouros. Quando me deparei com  The Lizzie Borden Chronicles, fiquei fascinada com a sinopse e bastou uma olhadinha nos figurinos para saber que eu só sairia da frente do televisor quando terminasse de assistir todos os episódios.


Sinopse: 
"Lizzie Borden (Christina Ricci), absolvida da acusação de matar o pai e a madrasta com um machado, torna-se uma celebridade norte-americana. Porém, quando as pessoas ao seu redor começam a morrer de forma misteriosa, o detetive Charlie Siringo (Cole Hauser) é chamado para investigar os casos."

The Lizzie Borden Chronicles é uma minissérie norte americana, do Canal Life Time (2015). Está enquadrada nos gêneros Mistério,Terror e Docudrama. 

É algo bem diferente do que estou acostumada a assistir. Eu, que fujo de filmes de terror e suspense, me vi presa à tela por 8 episódios longos (mas que nem senti passar). 

Lizzie Borden original

A filha mais nova de Andrew Borden, Lizzie, foi presa por duplo assassinato. Numa época em que as mulheres eram consideradas o sexo  "mais fraco", foram quase inéditos, o julgamento e posterior absolvição. Isso fez dela uma sensação na mídia da época. Oficialmente, o caso permanece sem solução, mas Lizzie Borden pode muito bem ter tido um machado e ter terminado a vida de seu pai e madrasta, naquele dia de verão escaldante.

A série The Lizzie Borden Chronicles começa quatro meses depois do julgamento que inocentou Lizzie. Ela e sua irmã mais velha, Emma, tentam recomeçar a vida, enfrentando problemas financeiros e a desconfiança da população da cidade de Fall River (Massachussets).


O que mais me encantou na série foram os figurinos divinos. Cada peça é de um luxo, requinte e elegância só visto em meados de 1860.


Mangas bufantes, cetim, laços, pérolas, chapéus, bordados, espartilhos e cabelos impecáveis marcava a moda da época. Os móveis, decoração e cenários não ficam atrás. Cada cena é um show de produção!

No começo do primeiro episódio, o espectador é levado a acreditar na inocência e candura de Lizzie, admirar sua resignação e coragem. Mas não é bem assim...


Não sei sobre a Lizzie do mundo real, mas a vivida por Christina Ricci é um serzinho dissimulado, falso e cretino.


Daí chega à cidade um investigador particular contratado para descobrir se, afinal, Lizzie Borden cometeu ou não assassinato.


É aí que a coisa fica animada! Com muito sangue, muita cena de ação, muitos minutos de tensão e acontecimentos sinistros, a trama vai se desenrolando.


Não vou estragar a diversão de descobrir de se Lizzie Borden é um monstro sem sentimentos ou apenas uma mocinha injustiçada. Afinal, nem é por ela que você vai torcer mesmo. Fica a dica e boa sorte para quem quiser se aventurar. Recomendo!



XOXO





Postar um comentário

Confira também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...